Sua Majestade o Rei

 brasaodois

 

Nasceu no Reino das Duas Sicílias em maio de 2003, em sua primeira experiência micronacional desenvolveu várias funções, entre elas: Parlamentar, Diplomata, Ministro da Educação e Cultura, Juiz de Direito, entre outros. Sua atividade era muito voltada à cultura, tendo no Instituto Cultural Vincenzo Bellini  sua maior expressão.

Em julho de 2004 ingressou em Andorra Imperial, gradativamente foi galgando diversos cargos dentro do Império: Tutor, Senador, Secretário e Ministro da Educação, Governador e Embaixador. Foi colunista e depois Editor Chefe do Jornal A Voz de Andorra.

Quando do fechamento de Andorra foi  cidadão por um breve perído no Principado de Sofia e no Sacro Império de Reunião, fixando residência no Império Alemão, onde foi parlamentar e Presidente da Dieta Imperial. Sendo adotado pelo Margrave da Áustria, adotando o nome de FERDINAND MAGNUS DER IMMER SCHÖNE-LIEBE VON HOHENZOLLERN- FRIEDENBURG, passou a ser membro da Família Imperial alemã, sendo um dos sobrinhos do Kaiser. Por ser um dos fundadores da França, sua adoção alemã foi cancelada.

Em agosto de 2008 assumiu o projeto da França junto com Jean e Tiago Galvão , dentro do Principado de Monte Real e o futuro Império de Pacifica. Em Monte Real assumiu o Baronato de Ibelin e administração do Principado como Lord Maior. Com a decadência de Pacifica, liderou a independência francesa, tornando-a soberana em setembro de 2008. Em janeiro de 2009 foi sagrado Rei da França e Chefe do Nome e Armas da Casa Real de Orléans et Valois .

Por um surto de inatividade, fechou a França em junho de 2012 e retornou a sua terra natal o Reino da Itália. Em 16 de junho de 2012 é reconhecido como filho pelo Rei da Saxônia-Turíngia, Margrave da Estíria, adotando o nome de FERDINAND KLAUS VON ORLÉANS-VALOIS UND VON HOHENZOLLERN-FRIEDENBURG.

Na Itália voltou a ser um súdito ativo, sendo eleito senador, chegando a ser presidente do Senado, abriu mão da vida política para assumir a Chefia do Judiciário. Foi um dos defensores da criação da Assembleia Nacional Italiana, onde ocupou a Presidência. Na parte cultural participou de vários projetos e participou ativamente das discussões da implantação do sistema econômico. Foi adotado como primo pelo Duque de Avola, passando a ser um Umbrio.

Em 23 de agosto de 2013, renunciou a Chefia da Casa Real D´Orleans et Valois em favor do seu segundo neto, S.A.R. Raphael Silva Lisboa D´Orleans et Valois, com todas as prerrogativas descritas no Decreto Real 10/2012 de 10 de junho de 2012. Quando da abdicação de Raphael da França em maio de 2015, volta a ser monarca francês com o título de Fernando II da França.

Devido a morte de  FERDINAND HOHENZOLLERN-FRIEDENBURG, com o devido consentimento do Chefe da Família Imperial alemã, adota o nome de FERNANDO ORLÉANS-UMBRIO.

Em julho de 2016 foi adotado foi  adotado por S.M. Vinícius I MacLogos Peregrinus, Rei da Escócia, atualmente Soberano do Reino Unido de Pathros, passando fazer parte do Ramo Cadete da Família MacLogos Pellegrini.

Em setembro de 2017 adotou o nome régio de Fernando II Orleans-Umbrio MacLogos Pellegrini da França.

Em Julho de 2019 adotou o nome régio de Louis-Philipe II da França.

 

frana23pequeno

Não somos membros de qualquer nação real ou movimento separatista. Este WEB Site destina-se única e exclusivamente aos praticantes do hobbie chamado micronacionalismo. Todos os direitos de imagem e nome reservados a França real.